O Projeto

A fim de encorajar a juventude, a participar ativamente na defesa dos seus Direitos Sexuais e Reprodutivos, a região do Algarve decidiu “Falar Disso!”

O projeto “Falar Disso: cooperação e participação pelos direitos sexuais e reprodutivos d@s jovens no Algarve” foi lançado em Fevereiro 2014, com os principais objetivos de criar espaços de diálogo entre agentes de decisãoorganizações que trabalham com a juventude e juventude; dar visibilidade às questões relacionadas com a área dos Direitos Sexuais e Reprodutivos, enquanto, ao mesmo tempo; incentivar a participação ativad@s jovens nos assuntos que lhes concernem.

O “Falar Disso” é promovido pela ECOS – Cooperativa de Educação Cooperação e Desenvolvimento que tem desenvolvido um trabalho de destaque na área da participação ativa d@s jovens nas tomadas de decisão a nível local e regional. O projeto conta também com a parceira da APF-Associação para o Planeamento da Família,organização de reconhecimento nas áreas da Educação Sexual e dos Direitos Sexuais e Reprodutivos em Portugal e inspira-se ainda na campanha internacional “O meu corpo, os meus direitos” lançada pela Amnistia Internacional.

O projeto conta ainda com apoio de uma rede alargada de parceiros a nível regional, dos quais os municípios de Faro, Loulé, S. Brás e Olhão, a DGEstE – Direção de Serviços da Região do Algarve, ACES Central, a delegação regional do IPDJ, o SEF, projetos do Programa Escolhas no Algarve e várias outras entidades, escolas, organizações e grupos informais nas áreas da Saúde, Educação e Juventude do Algarve.

Este projeto inovador visa ser um importante contributo para o desenvolvimento de uma nova cultura de participação d@s jovens no desenvolvimento das estratégias locais e regionais nas áreas que lhes concernem.

Atividades do projeto:

– Criação de espaços de diálogo e cooperação entre jovensdecisores e vários atorescom responsabilidade social no domínio dos Direitos Sexuais e Reprodutivos d@s jovens, através da sua rede alargada de parceiros. Ao longo de 3 reuniões coletivas e vários grupos de trabalho pretendeu-se desenvolver um espaço para o planeamento edesenvolvimento coletivo das atividades previstas no projeto, enquanto se criava um espaço aberto ao diálogo, à reflexão coletiva e à criação de sinergias entre os agentes de decisão, organizações juvenis e jovens;

– Realizar uma série de Consultas jovens a fim de mapear os obstáculos e desafiosrelativamente ao seu acesso aos Direitos e à Saúde Sexual e Reprodutiva, bem como as suas propostas de medidas e recomendações para o futuroEstas consultas jovens foram realizadas através de diferentes ferramentas e partindo de planos de ação construídos pela própria rede alargada de parceiros.


– Criação de um evento que possa garantir a visibilidade do projeto e dos temas daParticipação Juvenil e dos Direitos e Saúde Sexual e Reprodutiva na região. 

Foi desta forma que, através de um processo participativo entre vários agentes artísticos e culturais e os parceiros do projeto Falar Disso, foi criada a proposta para o festivalMUDANÇAS Algarve: Arte e Direitos Sociais – um evento que pretende debater e procurar respostas para os desafios sociais da região, enquanto oferece visibilidade à arte enquanto instrumento privilegiado para a educação, intervenção e prática da cidadania na promoção dos Direitos e da Participação dos/as jovens da região.  


– Uma Publicação final que possa refletir a realidade da região em termos de dados,serviços / projetos / organizações existentes no campo, as actuais leis e tambémapresentar os obstáculos e as propostas mapeados pelos jovens através do processo de consulta, assim como, disseminar os resultados do projeto.

Durante a reunião de parceiros sobre a publicação foi sugerido que esta publicação fosse alterada para o formato de um website que pudesse facilmente ser consultado e atualizado.  


Acreditamos que o projeto Falar Disso” possa ser um forte contributo ao desenvolvimentos de uma nova dinâmica de participação d@s jovens no desenvolvimento das estratégias, serviços e ofertas dedicadas a eles/as. Esperamos ainda que possa apoiar a criação de respostas e recomendações de acordo com as suasdiversidades, especificidades, necessidades, desafios e interessesE por fim, consideramos que Falar Disso possa promover a comunicação e o diálogo entre os  jovens, organizações e decisores dentro da área dos direitos sexuais e reprodutivos.

Download Apresentação Oficial do projeto 

Apresentação PowePoint 

– Artigo no site ENTER do Conselho da Europa

Para mais informações:

E-mail: falardisso@ecos.pt 

Tel: +351 96 6669345

Coordenadora do projeto:

Sofia Martins

sofia.martins@ecos.pt

 

Promotor:

ECOS – Cooperativa de Educação, Cooperação e Desenvolvimento, CRL

Tel: +351 96 6669345 | Fax: +351 289800098 

Universidade do Algarve Campus de Gambelas, Pavilhão A5 

8005 – 139 Faro | Algarve | Portugal

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s